Nosso Blog

7 direitos trabalhistas que você possui e não sabe

Direitos Trabalhistas_davydson castro & advogados associados

Você conhece os seus direitos trabalhistas? É difícil encontrar uma pessoa que não tenha uma dúvida a respeito da legislação trabalhista brasileira, afinal, são muitas as leis que regem as normas de trabalho no país. E com a reforma trabalhista, alguns pontos importantes foram modificados, trazendo ainda mais dúvidas para algumas questões.

E para ajudá-lo a conhecer seus direitos, vamos citar 7 direitos trabalhistas que todos os trabalhadores possuem, além de explicar o que mudou após a reforma trabalhista. Leia esse texto para conferir!

1) Férias em três períodos

Direitos Trabalhistas_davydson castro & advogados associados_8

Férias remuneradas é um direito de todos os empregados após 1 ano completo de trabalho. O prazo para o empregador agendar essas férias deve ser de até 12 meses, e caso esse período não seja respeitado, deverá ser feito o pagamento em dobro das férias.

De acordo com a legislação trabalhista, antes da reforma o trabalhador podia dividir suas férias em dois períodos, contando que nenhum deles fosse menor do que dez dias. A partir da reforma trabalhista, agora é possível dividir as férias em até três períodos, sendo que um dos períodos precisa ter mais de 14 dias.

Vale lembrar que a partir de agora também é proibido começar o período de férias antes do descanso semanal, que acontece normalmente nos sábados e domingos, ou dois dias antes de feriados.

2) Você não é mais obrigado a fazer contribuição sindical

Direitos Trabalhistas_davydson castro & advogados associados_7

Antes da reforma a contribuição sindical era cobrada anualmente e de forma automática no salário do trabalhador. Os novos direitos trabalhistas determinam que o desconto passou a ser opcional, ou seja, só será realizado quando o empregado autorizar por escrito sua contribuição.

3) Horário de almoço negociável é um dos direitos trabalhistas

Direitos Trabalhistas_davydson castro & advogados associados_6

O horário de almoço é algo comum em muitos trabalhos brasileiros, e a CLT exige o período mínimo de uma hora. Antes da reforma, esse período não era negociável, mas com as mudanças que acontecerem na lei, essa regra também sofreu algumas alterações.

A partir da reforma, o empregador e o empregado podem entrar em negociação e decidirem o tempo ideal para o horário de almoço. Caso o horário seja reduzido, a diferença deverá ser descontada na jornada de trabalho, de maneira equivalente ao valor da hora de trabalho do empregado.

4) O trabalho intermitente passa a ser permitido pela nova reforma

Direitos Trabalhistas_davydson castro & advogados associados_5

Outro ponto bastante discutido que foi regulamentado pela reforma trabalhista é o chamado trabalho intermitente ou os famosos ‘bicos’, ou seja, o trabalho pago por período trabalhado. Antes da reforma, essa modalidade de trabalho não era prevista em lei, portanto, não havia regras na legislação para determinar as relações de trabalho.

A partir da reforma, ficou permitido às empresas realizarem contratos de trabalho não contínuos, na qual os profissionais deverão ser pagos por hora e o valor cobrado não poderá ser menor do que o do salário mínimo ou inferior ao salário dos trabalhadores de mesma função.

Os trabalhadores com contratos de trabalho não contínuos também têm seus direitos trabalhistas, tais como FGTS, férias, 13º salário e previdência, todos proporcionais.

5) Home office entra como contrato

Direitos Trabalhistas_davydson castro & advogados associados_4

Além do regime de trabalho intermitente, outro ponto que a reforma regulamentou foi o trabalho realizado remotamente, ou seja, home office. Nesses casos, os novos direitos trabalhistas determinam que os empregados deverão receber por tarefas executadas, sem controle de jornada.

A legislação também lembra que as idas esporádicas para a empresa, assim como as reuniões e trabalhos específicos realizados na empresa não descaracteriza o home office.

Além do mais, no contrato de trabalho deve estar detalhado o uso dos equipamentos e as atividades que deverão ser desempenhadas, assim como ficará a responsabilidade pelas despesas.

6) Lei permite acordos individuais pela jornada 12×36

Direitos Trabalhistas_davydson castro & advogados associados_3

Antes da reforma, a jornada de trabalho 12×36, na qual o empregado trabalha 12 horas seguidas e descansa 36 horas, só podia acontecer por meio de acordos coletivos. A mudança veio na permissão dos acordos individuais, excluindo a necessidade de participação dos sindicatos.

Vale lembrar também que a reforma trouxe outra mudança no quesito da jornada parcial. Com a reforma, agora também é possível realizar uma contratação que preveja uma jornada parcial de até 30 horas. Entretanto, esses contratos não têm direito a horas extras.

7) Como autônomo você pode exercer seu cargo para mais de uma empresa

Direitos Trabalhistas_davydson castro & advogados associados_2

A reforma deixou claro os direitos trabalhistas do autônomo: como o trabalho autônomo não possui vínculo empregatício, esses profissionais têm a liberdade de escolha para trabalhar em mais de uma empresa.

Além disso, eles também têm direito a recusar tarefas e funções que não estejam no contrato assinado com determinada empresa.

Fique de olho nas mudanças nos direitos trabalhistas

Direitos Trabalhistas_davydson castro & advogados associados_1

É preciso conhecer seus direitos como trabalhador, afinal, eles são responsáveis por garantir uma qualidade de vida em seu ambiente de trabalho. Após a reforma, alguns direitos trabalhistas foram modificados, e por isso é importante acompanhar essas mudanças para ter certeza de que você não está sendo prejudicado no momento de fechar contrato ou durante a sua jornada laboral.

Ainda continua com dúvidas no assunto? Então clique aqui e envie para nós seu questionamento. Teremos o prazer em ajudá-lo.

Deixe sua mensagem

Sobre o Davydson Castro & advogado associados

Nossa equipe conta com corpo multidisciplinar e qualificada de advogados e estagiários.

Tel : +55 61 3203.4541

desvio de função no trabalho - como funciona e como receber os direitos
Notícias

Como identificar e comprovar o desvio de função no trabalho

Você exerce uma atividade diferente da que está especificada na sua carteira de trabalho? Cuidado pois você pode estar passando por uma situação de desvio de função no trabalho. Para que você entenda como funciona o desvio de função no trabalho, montamos esse conteúdo completo para tirar suas dúvidas. Confira!

Leia mais »
Posso pedir demissão e sair imediatamente? Entenda como funciona
Notícias

Posso pedir demissão e sair no mesmo dia?

Você sabia que é possível pedir demissão e sair no mesmo dia do serviço, porém a depender do tipo de contrato que você tem com a empresa, essa situação pode te trazer prejuízos. Confira no texto como funciona o processo de demissão imediata. Boa leitura!

Leia mais »
No more posts to show
Com mais de 10 anos de comprometimento e seriedade, nosso escritório já atuou em mais de 3000 processos com uma equipe jurídica especializada e atualizada para melhor lhe atender.

CONTATO

Localização