Nosso Blog

Demissão por justa causa: entenda seus direitos e 5 motivos para demissão

Você já foi demitido e não sabia ao certo quais eram os seus direitos a partir da rescisão do contrato?

Ainda hoje muitas pessoas têm dúvidas quanto aos seus direitos no caso dessa demissão. Afinal, o que vou receber no caso de uma justa causa? Será que realmente cabia uma demissão de justa causa? Para te ajudar, respondemos todas as dúvidas no texto a seguir. Confira!

Entenda o que é demissão por justa causa

Você tem dúvidas com o que acontece caso você seja demitido por justa causa? Saiba que esse tipo de demissão é resultado de algumas ações que você pode ter feito que seja considerada falha grave perante a lei trabalhista. E nesse caso, se você realmente tenha agido de forma a resultar em uma justa causa, você sai da empresa sem alguns direitos trabalhistas como aviso prévio, 13 salário proporcional e multa dos 40% sobre o saldo do FGTS.

Por isso, para você entender quando a demissão por justa causa é realmente legal, é importante conhecer alguns casos que pode ocasionar esse tipo de situação:

  • Incontinência de conduta: inconveniência de hábitos e costumes;
  • Mau procedimento: comportamento inadequado que ferem a discrição pessoal;
  • Condenação criminal: casos em que o empregado for julgado e condenado, visto que não poderá exercer atividade na empresa;
  • Embriaguez habitual ou em serviço: nos casos em que o trabalhador substitui a normalidade pela anormalidade, tornando-se um alcoólatra. Vale lembrar que nesses casos a embriaguez deve ser comprovada através de exame médico pericial;
  • Violação de segredo da empresa: casos em que o empregado libera informações da empresa para um terceiro, causando prejuízo à empresa;
  • Ofensas físicas: ofensas físicas praticadas em serviço ou contra superiores hierárquicos, dentro ou fora da empresa;
  • Lesões à honra e à boa fama: gestos ou palavras que expõe outras pessoas ao desprezo, magoando sua dignidade pessoal;
  • Atos atentatórios à segurança nacional: prática de atos atentatórios contra a segurança nacional, apurados pelas autoridades administrativas.

5 motivos para receber justa causa

Entre todos os motivos previstos por lei para justificar a demissão por justa causa, 5 deles são mais recorrentes e merecem uma atenção especial. Para que você entenda melhor esses cinco pontos, vamos explicá-los detalhadamente a seguir:

1) Falta no trabalho:

Esse é um ponto que pode dar justa causa quando comprovada a intenção do funcionário em abandonar o posto. Nesse caso, é preciso que você falte vários dias consecutivos, sem sucesso de contato com o empregador após tentativa dele em falar com você.

Além disso, é preciso que você demonstre alguma motivação em realmente abandonar o seu trabalho, pois faltar vários dias consecutivos não necessariamente mostra o seu interesse em abandonar o posto, afinal esse período ausente pode ser justificado posteriormente como, por exemplo, se você precisou ser hospitalizado de urgência.

2) Agir de má fé (improbidade):

Você já deve estar ciente de que há nos contratos de trabalho a cláusula sobre improbidade, que nada mais é do que agir de má fé, ser desonesto ou até maldade, e que esse fator quando comprovado, ocasiona uma demissão por justa causa.

Para entender de maneira prática o que são atos de improbidade ou atos de má fé, separamos um exemplo comum: se você falta ao trabalho e depois apresenta um atestado médico falsificado para justificar, saiba que você está cometendo um ato de improbidade de natureza gravíssima e isso pode ser usado para ocasionar uma justa causa.

Ao todo, as ações de improbidade que podem dar motivação legal à demissão são inúmeras, por isso, a dica é se manter honesto em seu ambiente de trabalho, respeitando seus empregadores e seus colegas de laboro.

3) Descumprir ordens ou apenas não cumpri-las:

A justiça trabalhista brasileira também prevê indisciplina e insubordinação como motivos de dispensa por justa causa. Um exemplo de indisciplina é caso você desrespeite a norma interna da empresa ou desobedeça ordens concernentes ao contrato de trabalho dadas pelo seu superior hierárquico. Outro exemplo é se você se recusa a assinar o ponto ou a usar o uniforme indicado pela empresa.

Ambos os atos podem causar advertências e suspensões, e ainda, de acordo com a lei, demissão por justa causa, uma vez que, ao cometer esses atos, você não está respeitando a norma de trabalho da empresa.

4) ‘Enrolar’ no trabalho (procrastinar):

Você costuma ficar enrolando ou procrastinando no trabalho? Saiba que isso pode ser um dos motivos para acabar recebendo uma justa causa! Denominado como desídia pela justiça brasileira, a procrastinação no exercício das suas funções no seu ambiente de trabalho é considerada como falta grave para dispensa por justa causa.

Dessa maneira, caso você esteja realizando seu serviço de forma preguiçosa, sem vontade, ou tratando o seu emprego com desleixo, é importante ter bastante cuidado. Algumas empresas contam com métricas próprias que podem comprovar os casos de desídia, por isso, atente para o cumprimento das suas atividades.

Alguns pontos a atentar que podem causar justa causa por desídia: baixa na produtividade, atrasos, faltas frequentes e injustificadas e desleixo na produção.

5) Concorrer com os serviços da empresa:

Também conhecida como  “negociação habitual”, segundo a lei, você não pode exercer atividade concorrente de maneira habitual, de forma que prejudique a empresa para qual você trabalha.

Assim, ao concorrer com os serviços da empresa sem permissão do seu patrão, e de maneira que possa prejudicar a empresa pela qual você foi contratado é uma falta grave passível de rescisão de contrato por justa causa.

Exemplo: se você for um funcionário de uma empresa de instalação de antenas, e no momento em que visita os clientes, deixa seu contato pessoal para trabalhos particulares do mesmo serviço.

Entenda a demissão por justa causa para evitar problemas

A demissão por justa causa costuma envolver muitas polêmicas, mas para entender de maneira clara as razões legais para esse tipo de dispensa é importante que você busque sempre se manter informado a respeito das leis trabalhistas.

Afinal, a rescisão por justa causa, quando legal, faz com que você perca muitos seus dos direitos rescisórios.

Ainda continua com dúvidas no assunto? Então clique aqui e envie para nós seu questionamento. Teremos o prazer em ajudá-lo.

Deixe sua mensagem

Sobre o Davydson Castro & advogado associados

Nossa equipe conta com corpo multidisciplinar e qualificada de advogados e estagiários.

Tel : +55 61 3203.4541

desvio de função no trabalho - como funciona e como receber os direitos
Notícias

Como identificar e comprovar o desvio de função no trabalho

Você exerce uma atividade diferente da que está especificada na sua carteira de trabalho? Cuidado pois você pode estar passando por uma situação de desvio de função no trabalho. Para que você entenda como funciona o desvio de função no trabalho, montamos esse conteúdo completo para tirar suas dúvidas. Confira!

Leia mais »
Posso pedir demissão e sair imediatamente? Entenda como funciona
Notícias

Posso pedir demissão e sair no mesmo dia?

Você sabia que é possível pedir demissão e sair no mesmo dia do serviço, porém a depender do tipo de contrato que você tem com a empresa, essa situação pode te trazer prejuízos. Confira no texto como funciona o processo de demissão imediata. Boa leitura!

Leia mais »
No more posts to show
Com mais de 10 anos de comprometimento e seriedade, nosso escritório já atuou em mais de 3000 processos com uma equipe jurídica especializada e atualizada para melhor lhe atender.

CONTATO

Localização